O fogo alquímico como aumento da consciência

Atualizado: 10 de Jun de 2019


O fogo como a estória nos mostra, foi necessário para a adaptação, sobrevivência e evolução da espécie humana. Além de prover uma nova fonte de vida biológica, física e espiritual. O fogo aquece, purifica, queima, ilumina, clareia e possibilita um nova forma de contato com o luminoso. A essência da vida mudou com o fogo, o que era instinto e medo, agora é a capacidade de pensar, planejar e executar.


O aumento da consciência, possibilitou a criação de estratégias para a caça noturna, e alimentou a vida existente. Forneceu a possibilidade em reconhecer novas espécies, possibilitando novas projeções de sentidos e necessidades. Talvez, o fogo possibilitou um nascer de uma nova realidade psíquica, que influenciou o aumento gradativo do ego.


Com o fogo tudo mudou, o que antes era caos, pode ser tornar regular e estável. O que antes era apenas uma fusão entre necessidade e instinto, com o fogo é pensado, estável e mutável. As verdades de antes já não são as mesmas, assim como as certezas. A vida que era dotado de um pensamento único, agora é iluminado para um novo despertar, dando origem a um campo social.


O aquecer alquímico trouxe esperança em dias melhores e claros, assim como a compreensão de que algo magico é existente e presente na vida humana. Um bom exemplo são todas as criações que o homem fez a partir do fogo, como armas, ou um novo jeito de cozinhar, caçar, andar nos dias escuros, assim como a busca por novos lugares e novas compreensões. Se antes haviam as necessidades biológicas e arcaicas, agora é um aumento gradativo do campo da consciência, com ele já conseguimos pensar de maneira mais abrangente, organizar, planejar, utilizar-se de outros instrumentos, e iluminar a escuridão.


Portanto é possível identificar que o fogo da vida trouxe um aumento do ego e de um sistema psíquico diferenciado na consciência, trouxe elementos que antes não existiam, trouxe luz a vida noturna e calor ao frio. Assim como necessitamos de equilíbrio com o fogo, pois do contrario pode ser fatal a vida, precisamos de equilíbrio em redescobrir as formas, as possibilidades, novos jeitos, caminhos, desenvolver mais consciência de nós, quem somos, quem seremos, assim como novas possibilidades em um novo mundo interior.


Referência:

HILLMAN, James. Psicologia Alquímica. Petrópolis: Vozes, 2011. 530 p.

60 visualizações
  • Facebook - Black Circle
  • Instagram - Black Circle

Site desenvolvido por: